quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Minúsculo


Voltando à remodelação ministerial, ou àquilo que pretende parecer: o despedimento de Correia de Campos não passa afinal de um "pequeno acontecimento". Exactamente como o foi, para ele, a morte de uma pessoa.
Era só isto.

7 comments:

samuel disse...

O texto está tão bom que nem comento... para não estragar.

PSB disse...

Ana
Aceitam-se apostas para ver quem acerta no próximo tacho onde vai cair?
Ou será que meteu os papéis para o fundo de desemprego?

Anónimo disse...

Pois eu acho que o que aconteceu de facto foi uma "remerdelação". Não sei se tudo isto é fado, mas pelo menos não deixa de ser triste.

Fernando

av disse...

Pois é... o homem é mesmo insignificante. Quem se lembrará do nome dele, dentro de meia dúzia de anos?

miguel disse...

Malta: acho é que este foi o melhor Ministro da Saúde desde o 25 de Abril.Não é espírito de contradição, é opinião pessoal!

miguel disse...

No entanto o meu amigo do blogue "espaço azul entre nuvens" conta uma outra história, ancorada no conhecimento pessoal que tem do personagem. Para ler...

av disse...

E o teu amigo não é o único que pensa assim. Mas a democracia é isto, Miguel: a cada um a sua opinião, completamente livre.