quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Quem quer ser normal, se pode ser genial?


Já percebo porque é que tanta gente hoje em dia gosta de se dizer bipolar, mesmo sem saber muito bem o que isso é: a genialidade é um adereço que fica sempre bem ao tom de pele.
O antigo nome da doença - perturbação maníaco-depressiva - não era tão apelativo, convenhamos. Mas ser bipolar é, para muitos, sinónimo de ser artista.
É claro que não é bem assim: não é verdade que todos os artistas sejam bipolares, e muito menos que todos os bipolares sejam artistas. Ilusões.
Leiam aqui:


1 comments:

Kýklos disse...

Uma Brisa ou Rajada.
Ao mesmo tempo que muitos se gostam de chamar bipolares, porque pode parecer artistico, mas a sociedade ainda tem um grande estigma relativamente ao disturbio maniaco-depressivo.
Vivo entre uma coisa e outra e ainda não sei que tenho.

Se quiseres, dá uma olhada no meu blog.

http://kyklikos.blogspot.com