sábado, 12 de abril de 2008

Parabéns

Montserrat Caballé faz hoje 75 anos. Ao longo da sua carreira cantou quase todo o repertório operático clássico, com uma delicadeza e uma doçura que contrastavam com o seu volume físico e faziam com que ele se eclipsasse totalmente. Em palco ficava apenas uma cara linda e expressiva, de medalhão italiano, e uma voz simultaneamente poderosa e suave. A sua Casta Diva (Norma) ficou famosa.
Aqui, num impressionante dueto com outra fantástica voz - Freddy Mercury - a mostrar toda a elasticidade do seu talento e a sua enorme simplicidade. Uma mulher maravilhosa, uma cantora inesquecível. Parabéns, guapa!

(How can I go on - M. Caballé e F. Mercury)

13 comments:

O Réprobo disse...

É realmente uma excelente intérprete. E esta moda de juntar vozes de modalidades distintas do canto dá coisas engraçadas, Querida Ana. Conhece o concerto de Pavarotti com os Coors?
Beijinho

av disse...

Conheço, Paulo, e muitas outras parcerias espantosas de Pavarotti com vozes da chamada "música ligeira", também óptimas. Ele foi pioneiro nessa ousadia, que fez com que o gosto e o conhecimento pela música dita erudita tenha aumentado imenso, em públicos antes impensáveis. Eu gosto de misturas musicais, e acho que ninguém fica a perder com isso. Pelo contrário.
Um beijinho

PSB disse...

É um video delicioso com uma Caballé cheia de graciosidade. Imagino o gozo que lhe deve ter dado esta parceria com o Freddy Mercury, outro intérprete fabuloso infelizmente desaparecido (porque que raio se meteu ele naquelas mariqui...).
Seria curioso o exercício inverso: um cantor de música ligeira a emparceirar com um de música erudita, num repertório clássico.
Beijinho

av disse...

Pedro,
Lembrei-me logo de dois exemplos disso, por acaso com a mesma ária (Nessum Dorma). Fui procurá-los no You Tube e aqui estão:

Michael Bolton: http://youtube.com/watch?v=fkrCMI2fXTo

e Aretha Franklin: http://youtube.com/watch?v=Rd3DHG16Axg&feature=related

A da Aretha Franklin é espantosa.

PSB disse...

Já fui espreitar a fabulosa. Do M.Bolton não gosto muito da tonalidade, apesar do vozeirão. Mas tropecei também num dueto fantástico do Pavarotti com o Sting a cantarem Panis Angelicus. Delicious...

av disse...

Também não consigo gostar do Bolton, apesar de reconhecer que tem boa voz. E a propósito do Panis Angelicus, procura o Pavarotti com o Zucchero no Miserere. Outra delícia.

Encontrei-os: http://youtube.com/watch?v=nFcz7VvBcUA

av disse...

E já agora, o exemplo mais espantoso de uma parceria musical improvável: Pavarotti com Jovanotti, num... RAP!

Aqui: http://youtube.com/watch?v=lmEq9oOOUy4&feature=related

(Repare-se no ar divertido de Pavarotti, que mostra bem o prazer que ele tinha nestas aventuras musicais)

cristina ribeiro disse...

Duas vozes espantosas. Também gostei muito de os ouvir a cantar "We are the Champions", na abertura dos Jogos Olímpicos de Barcelona.
Beijinho

av disse...

Também eu, Cristina. E o "Barcelona" idem. Foi um espectáculo fantástico, essa abertura dos Jogos Olímpicos.
Bom domingo
Beijinho

Pedro disse...

Obrigado por me lembrar d'"A Gorda" como carinhosamente lhe chamo. Os pianissimos dela são fantásticos. Esperemos que a filha siga os passos da mãe!

Meg (sub Rosa) disse...

Bem lembrado, Ana
Embora meu coração e ouvidos pertençam à Norman Jessye,
reconheço-lhe o valor.
Qué fuerte!

Um beijinho
M.

av disse...

Pedro, seja muito bem-vindo. Gostei muito do nome do seu blog (e também do conteúdo, claro) e vou já acrescentá-lo à minha lista.
Um beijinho

Meg,aqui tens um presente, um tributo à tua diva: http://www.youtube.com/watch?v=Hv-69I_TOyo&feature=related

Enjoy, dearest.

Meg (sub Rosa) disse...

Presente de rainha!
Obrigada, fia:-)
Vou lá "ou-ver"!
M.