sábado, 28 de julho de 2007

Perigo iminente


São demais os perigos desta vida
Pra quem tem paixão principalmente
Quando uma lua chega de repente
E se deixa no céu, como esquecida
E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher...
(Vinicius de Moraes)
Nota: A lua cheia de hoje está mesmo um perigo. Iminente e eminente.

4 comments:

Mad disse...

Este homem sabia escrever como gente grande!

Ana Vidal disse...

Nem imaginas a lua cheia aqui, hoje!

Mad disse...

Chama-lhe lua, chama-lhe...

Ana Vidal disse...

pois...