quinta-feira, 4 de outubro de 2007

For me, formidable

Falar de traduções e de jogos de palavras lembrou-me esta música de Charles Aznavour, que eu adoro e já não ouvia há séculos. Que saudades...

Desculpem, vou ali dançar e já volto.



You are the one for me, for me, for me, formidable

You are my love very, very, very, véritable

Et je voudrais pouvoir un jour enfin te le dire, te l' écrire, dans la langue de Shakespeare

Je ferais mieux d'aller choisir mon vocabulaire, pour te plaire, dans la langue de Molière

10 comments:

Mad disse...

Aaaaahhhhhhhhhhhhhhh... o feio mais sexy do planeta.

Homens, tirem uma GRANDE lição daqui.

ana vidal disse...

nem mais!

s. disse...

Já dançaste?
Eu já...

beejinhos

ana vidal disse...

Já, pois!

bjs

Mad disse...

Além de dez anos, estás sempre dez metros à minha frente. Que raiva!

ana vidal disse...

Nem sempre, miúda. Os dez metros, porque dos dez anos é que não me safo.

bjs

Margarida disse...

Você, felina como aceitou ser, chega sempre primeiro, com boas ideias.

Já tive o Aznavour à mão de semear, mais que uma vez:

http://www.youtube.com/watch?v=IiNNSqICBag

Não sei bem se é a minha preferida, mas é sempre a primeira que escolho. Um paradoxo, todavia envolto em memórias doces...

ana vidal disse...

Ah, Venise, Venise... És uma flor com bom gosto, Margarida!
É-me difícil escolher as minhas preferidas do Aznavour, esse metro e meio de puro charme e talento. Mas arrisco estas, entre muitas outras:

http://www.youtube.com/watch?v=ZeNnb-hHZiM

http://www.youtube.com/watch?v=ZeNnb-hHZiM

Espero que gostem.

Margarida disse...

Eu gostei. E fiquei - ficámos todos - a saber que você gosta tanto, mas tanto, de "Mes emmerdes" que a postou em duplicado...

ana vidal disse...

Ora bolas, lírio roxo. Emocionei-me, foi o que foi. Peço humildemente desculpa.
Para me redimir, aqui vai um 3 em 1:
http://www.youtube.com/watch?v=AL0jTate0OI