quinta-feira, 23 de agosto de 2007

O estranho mundo dos Pimbas

Via Corta-Fitas, descobri esta pérola do YouTube.

A Débora Silvana (!), filha do consagrado pimba Nel Monteiro, é uma criatura transgénica: tem 18 anos mas parece ter 5, usa extensões e nuances nos cabelos que lhe chegam aos joelhos, adora pulseiras "de mulher", "faz coreografias" e quer ser cantora quando for grande (mas ela já tem 18 anos, está à espera de quê?).
É pena que tenha esse sonho, porque é de uma desafinação confrangedora. Sai ao pai. Mas se a profecia se cumprir, aos 81 ainda a teremos por cá, sobre um palco. Valha-nos Deus.
Verdes eufémios, onde andam vocês? Não querem fazer-nos a caridade de acabar com esta desgraça?

3 comments:

Nelinho disse...

Você é mesmo bera! A criancinha, coitada, não tem culpa. Nem dos pais que os avós deram ao mundo. Nem da cara com que os pais a brindaram (vistas bem as coisas, a voz é o menos). Nem da entrevistadora inteligente que lhe saiu em rifa. Nem, last but not the least, da malta que come estes programas e compra os discos do papá na Feira do Relógio ou no Pavilhão Atlântico. Dum certo país que temos, em suma. Ou tem?

ana vidal disse...

Não, a criancinha não tem culpa, é verdade. Mas vai fazer exactamente o mesmo, quando chegar a vez dela. E isto nunca mais terá fim. Não faz mal nenhum ouvirmos estas baboseiras e brincarmos com elas, se as soubermos distinguir daquilo que é MÚSICA. O pior é que misturamos tudo por falta de uma cultura musical (por mínima que seja). E, sendo assim, os pimbas não são inócuos.
E já nem falo do pior de tudo: estes pobres macaquinhos amestrados que os pais exploram indecentemente e se julgam grandes artistas. Nem sequer chegam a ser crianças...

Tatiana disse...

Ana
que bom receber vc lá!
Poxa, me mostre as coisas que vc escreveu. eu adoro aprcerias.
vambora!